As minhas 3 séries favoritas do momento

by - 10:00:00

O tempo que gosto de dedicar à lontragem em frente à tv não tem sido tão fértil quanto desejado. Aliás, o tempo tem-se-me fugido por entre os dedos como se nada fosse e isso faz-me ter de decidir com bastante praticidade o que ver ou não, por muito que queira perder um dia inteiro a por as séries em dia, não dá.


O tempo que gosto de dedicar à lontragem em frente à tv não tem sido tão fértil quanto desejado. Aliás, o tempo tem-se-me fugido por entre os dedos como se nada fosse e isso faz-me ter de decidir com bastante praticidade o que ver ou não, pois por muito que queira perder um dia inteiro a por-me a par das mil séries que gostava de ver, não dá.

Mesmo assim, séries há que não deixo de seguir, ainda que esteja perdida de sono.


The Big Bang Theory
Por esta altura não há quem não conheça o Sheldon, a Penny, o Leonard e todos os outros personagens de uma das mais bem sucedidas comédias de sempre, dado que entrou há pouco tempo na emissão da sua 11ª temporada. Eu sou esquisita com comédias: quando o sketch é demasiado ridículo, eu tenho um sentimento súbito de vergonha alheia e passo à frente, o que faz com que nem todas as séries do género me suscitem interesse prolongado. 
A série tem-se mantido sempre ao mesmo nível de qualidade nestas temporadas todas (pelo menos para mim) e muito tenho chorado a rir deles e outras vezes tenho chorado com eles, o balanço entre uma coisa e outra pende muito mais para o rir deles mas co-existe com um tom mais sério de vez em quando. Acho que o Sheldon levou ali um up na parte social um pouco alto, repentino e desfasado para a personalidade mas é tão engraçado que nem refilo muito. 

Arma Mortífera
O meu género preferido em todos os formatos (livros, cinema, tv) anda ali no policial, acção, thriller e afins. E esta série tem perseguições, tem explosões, um pouco de porrada e deslindar de casos, e eu gosto disso tudo. Mas também tem sentimentos, muitos deles maus, alguns melhores, e torna-se muito real: tu consegues relacionar o Riggs e o seu comportamento destrutivo com alguém com quem já te cruzaste. Claro que ele é um extremo que não acontece todos os dias mas a parte de querer melhorar e de querer fazer diferente e de falhar por opção, é muito real, assim como a dor que lhe dá combustível. 
Gosto também do sentido de humor, embora algumas cenas do Murtaugh se incluam na parte lá de cima da vergonha alheia e me irritem um pouco, Ainda assim, não deixo de acompanhar.

Elementary
Gosto muito deste Sherlock Holmes e da sua Watson. Não contando com a versão Cumberbatch,é o meu Holmes preferido. Cheio de manias e de particularidades, consegue ser quase automatizado num instante mas no próximo, consegues ver uma ponta de sentir que te faz acreditar que ali está um ser humano. A resolução de casos é fora da caixa, assim como o investigador mas vai tendo apontamentos de relacionamentos interpessoais e de como eles são difíceis.Há algumas escolhas dentro da série que não fizeram sentido para mim, entendi-as como tentativas de espevitar o enredo mas acho que haveriam outras formas mais eficazes de o fazer, com coisas em que já se tocou mas que não foram exploradas, fora as que não se tocaram mas têm potencial.
O final da temporada foi um pouco fatídico e estou ansiosa que a 6ª inicie. Espero que não desiluda!


E vocês, que séries têm visto?

You May Also Like

2 comentários

  1. Sou viciada em séries, e Elementary entra nas minhas preferidas!!

    A " Arma Mortífera " vejo sempre que preciso dar uma gargalhada!!

    Beijinhos
    https://atitica.wordpress.com/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também sou mais de séries do que de filmes ultimamente. Quero tanto ver a nova temporada de Elementary!
      Arma Mortífera está com umas dimensões muito boas na parte dramática mas continua a ter bastante humor, o que é óptimo.

      Beijinhos

      Eliminar